Guia do sofá – Como escolher o sofá ideal para o seu lar?

Guia do sofá – Como escolher o sofá ideal para o seu lar?

Qual lugar da sua casa é o mais utilizado e ocupado a maior parte do tempo? Aposto que respondeu o sofá da sala. Por isso, hoje vou lhe mostrar como escolher o sofá ideal para o seu lar, de maneira que agrade a sua família.
Quando decoramos o ambiente que vivemos, desejamos aproveitar o máximo de espaço possível, bem como trazer maior conforto e comodidade. Mas, para obter completa satisfação, é importante escolher os móveis de boa estrutura e qualidade para evitar trabalho e futuras despesas com reparos e reformas.
Como o sofá é usufruído por toda a família, pelos amigos e pelas visitas, vale a pena investir em um de boa qualidade. Na hora de comprar o móvel, você deve ficar atento ao destino que se dará o sofá, se para assistir televisão ou relaxar, se exclusivamente para receber visitas, ou se ele servirá para todas as ocasiões, bem como ao espaço disponível, ao material que o compõe, ao modelo, tamanho, estilo, cor e muitos outros detalhes.
Ainda, devemos atentar ao perfil dos moradores, caso seja solteiro, ou apenas um casal ou se destinará a uma grande família.
Pensando em facilitar sua vida, selecionamos algumas dicas para você seguir na hora de adquirir um sofá. Vamos lá?

cropped-estofamentos-estofador1.jpg

Orçamento
Existem sofás de vários tamanhos e modelos, bem como várias faixas de preço. Antes de iniciar sua pesquisa, você deve ter em mente o quanto poderá investir, pois de nada adiantará ter o trabalho de escolher um, se você não puder pagar por ele.
Espaço disponível
Saber o tamanho do ambiente em que se pretende colocar o sofá é fundamental. Para evitar transtornos, tire as medidas exatas do lugar em que ele será posicionado e fique atento ao equilíbrio: o sofá deve ocupar um espaço sem que prejudique a circulação e o conforto das pessoas.
Para ambientes pequenos, o sofá de canto com dois assentos é ideal, pois, como seu formato é em “L”, ele se ajusta facilmente em qualquer lugar. Assim, são fáceis de serem adaptados à sala de estar.
Precisa receber amigos ou parentes para passar o fim de semana? O sofá-cama é prático, pois é uma forma de ter um quarto de visitas em um lar pequeno. Durante o dia é um sofá normal, que compõe a decoração da sua sala, e, durante a noite, vira uma cama.
Já para ambientes grandes, pode-se abusar e utilizar um sofá maior com mais assentos e que venham com chaises.
Quanto à funcionalidade, é importante levar em conta o número de pessoas que habitam a casa:
Para os solteiros
Para quem mora sozinho, um sofá grande, com vários assentos, só servirá para ocupar muito espaço e terá pouca utilização. Assim, um de dois lugares é o suficiente.
Para os casais
Quando a vida é a dois, o tamanho deve ser levado em conta, mas o principal é o conforto, pois o sofá será utilizado para assistir a filmes, para noites românticas ou para receber alguns amigos. Assim, um sofá de dois lugares com assento retrátil é perfeito para a sessão de pipoca. Se a intenção é receber muitos amigos, o casal pode ter um sofá um pouco maior, de dois lugares e chaise.
Para as famílias grandes
Tratando de famílias maiores, o sofá deve ser grande e muito confortável, pois será nele que todos ficarão a maior parte do tempo em que estiverem em casa. O ideal é que os lugares sejam espaçosos, como um de dois e três assentos

Mas se o objetivo é sempre reunir a família para assistir televisão, um sofá de três lugares com chaise e puff é perfeito. Os modelos em que todos os assentos são retráteis são ideais para não dar briga, pois assim todos ficam deitados e confortáveis.
Agora que já sabe qual o tamanho ideal para a sua sala, você deve ficar atento aos diferentes tipos de materiais que compõem os sofás, bem como suas especificidades:
Estrutura do sofá
Quanto à densidade: A densidade da espuma do sofá é muito importante. Um sofá firme é mais resistente e confortável. Assim, a densidade ideal da espuma deve ser de 23 a 28 g/cm³. Para as casas em que residem pessoas idosas ou com peso maior, é melhor que seja em torno de 33 g/cm³.
Quanto à estrutura: A estrutura do sofá deve ser bem firme e resistente. O ideal é que molas de aço ou percintas façam parte da composição. As percintas são tiras largas e elásticas fixadas com presilhas de aço para sustentar a espuma, conferindo maior maleabilidade.
Quanto à altura: A altura que traz maior conforto é aquela que permite que seus pés encostem ao chão.
Quanto ao encosto: Se o objetivo é passar muito tempo no sofá, o ideal é optar por um sofá que tenha encosto mais alto, para que se possa apoiar e descansar o pescoço.
Quanto ao tipo de revestimento: A decisão pela escolha do revestimento de um sofá é muito importante, mas dependerá do estilo e gosto de cada um. Há muita variedade: tecido (linho e algodão), sintéticos, microfibras, fibras naturais e fibras sintéticas, lã e pele genuína. Enfim, todos os tipos de revestimento possuem vantagens e desvantagens, ficando a critério de cada um a escolha.
Quanto à cor: Muito pessoal, a cor deve agradar bastante, caso contrário poderá enjoar. Os tons neutros são mais práticos e fáceis de combinar, permitindo uma conjugação com o restante do ambiente, podendo acrescentar cores através de almofadas e mantas, por exemplo. Já os tons mais fortes trazem modernidade e deixam o ambiente mais vivo. Assim, dependerá de toda a decoração restante, das cortinas, do tapete, dos móveis. O importante é deixar o ambiente harmônico e aconchegante.
Almofadas
As almofadas fazem parte do sofá, e podem ser soltas ou fixas. Existem sofás com encosto fixo ou removível, bem como o assento com almofadas fixas ou soltas. Dependerá do modelo e da preferência de quem adquire.
Almofadas soltas: Os sofás com almofadas soltas possuem a vantagem de serem mais fáceis de limpar. Há a possibilidade, ainda, de poder variar as cores, pois é possível revesti-las com capas, por exemplo. Ideal para casa com crianças, pois as capas podem ser colocadas e retiradas para lavar.
Almofadas fixas: As almofadas fixas trazem como vantagem o fato de não acumularem sujeira entre uma e outra, como a poeira e restos de comida, além de objetos.
Nada de levar travesseiros para assistir aos filmes na sala! Alguns modelos de sofás vêm com almofadas extras que compõem o conjunto. Elas são muito práticas para serem usadas como encosto ou apoio para a cabeça.
Adquirir um sofá ideal é uma tarefa que exige cuidados na hora da escolha, pois você deve ficar atento a todos esses detalhes. A beleza é importante, mas o fundamental é o conforto que ele proporcionará a praticidade e a utilidade, pois comprar um sofá inadequado para o espaço, para o ambiente e para os seus objetivos só trará dor de cabeça.
Assim, fique atento a todas essas dicas e escolha um sofá que combine com o seu estilo e da sua família, que tenha em primeiro lugar qualidade e comodidade! Pois o importante é você estar em casa e sentir-se bem!